27 de junho de 2013

Cinco Sentidos…

Por José Carlos Paiva Bruno (OABRJ 73304)

Calendário (Foto Internet - Image Bank)

Calendário (Foto Internet – Image Bank)

Sendo verdade que até os anjos invejam homens,
Então sou grato, pois que tateando vejo, sinto cheiro, ouço,
Feito homem neste trato, divino nas verdadeiras asas,
Imaginação da minha raça…

Então caminhamos nos espaços, trôpegos vazios em cansaço,
Outrora locupleto de laços, assim das luas cândidas do paço,
Tempo pela força do aço, agora em luz afago seu braço,
Seja vitória do bravo, beijo discreto do cravo…

Onde o perfume da rosa é o mesmo dos pregos,
Sôfregos da jornada, aclarada em dualismo liberto.
Só de extremos por perto, onde residem virtudes e paixões,
Além de viver ou morrer, das tais flores vencendo canhões…

Liberdade da escuridão, luzes da compaixão,
Trago sensível, do oculto e visível, vizinhos d’emoção,
Estando vivo respiro, sendo agonia e êxtase meu abrigo,
Umbigo em que suspiro…

Aos anjos não é dado o direito de pensar,
Igualmente o de falhar, talvez tirado deles como o sexo,
E a vontade de amar… Orando pelo terreno nexo,
Ópera coral sonhar, obra primaem maçã devorar…

Porque não possuem distância, tampouco limite d’endorfina,
Onde onírico da esquina, traduzocostela em derramar.
Padecemcalabouçoperfeito, simultâneos podem falar,
Lírico condenado, atraídos entre si não podem estar…

Então em seus protegidos, terapia mania encarnar,
Guardas dos caminhos privados sempestanejar,
Buscando simbiose do alto ao nosso bem estar,
Curando e salvando, em seus hinos de rezar…

Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *