22 de março de 2017

VOTE PELA VIDA ! por Jeff Severino

Acaso

 

A vida é de fato uma caixinha de surpresas? Acredito que não. A cada dia construímos o nosso destino. Trazemos, é fato, uns 30% de “karma”, de resto tudo é fruto da nossa própria sementeira nesta nossa vida atual.  

 

Por que afirmo isso? Simples, pelo que observo no meu dia, no resultados dos meus próprios atos que estão longe de serem perfeitos. Observo erros e acertos meus e dos outros, observo as palavras ásperas ditas, nos “eu te amo” não falados, nos abraços não dados… e por aí vai. As vezes me dá uma saudades do meu filho, que saiu pela manhã pra ir a aula. Eu simplesmente mando um whats dizendo que estou com saudades dele. Não economizo meus sentimentos, os esbanjo. Procuro, leiam bem, procuro me irritar menos, as vezes me dou bem.  

 

No último sábado mais uma pessoa suicidou-se. Amiga, jornalista, tinha um fantástico texto. Primoroso de fato. Trabalhamos juntos algumas vezes. Deixou dois filhos. Já havia tentado duas outras vezes. Não era feliz consigo mesma e sempre buscava a felicidade nos outros ou em alguém. Infelizmente isso não existe. Alguém pode nos propiciar no máximo momentos que podemos eternizar. Agora suicídio não termina nada, muito pelo contrário, começa um inferno sem precedentes para que o comete e deixa um vazio abismal para aqueles que ficam, aqueles que compartilhavam da sua presença constante. 

 

Nós estamos muito focados em nós mesmos, na nossa própria felicidade e esquecemos de promover nossos momentos felizes e proporcionar momentos aos que nos rodeiam. Nós iniciamos nosso dia imediatamente preocupados com todas as coisas que temos que fazer. Esquentamos a cabeça só de pensar em todas as pessoas que temos que ver, nos telefonemas que temos que dar, nos whats e e-mails que precisam (nós acreditamos nisso) de respostas, no face pra conferir, o bom dia no instagram… E lá vamos nós esquecendo de nós mesmos e ainda ficamos esperando que aqueles que nos cercam lembrem-se da gente. Mas como se nem nós nos permitimos isso?

 

Tem gente que já levanta ansioso para ver quantas curtidas teve nas mídias sociais diante de um post feito antes de dormir. Parece mentira mas é verdade. Eu e você conhecemos gente assim. Nas esquinas, restaurantes, ônibus é gente discutindo e perdendo um tempão sobre o BBB ! É sério gente ! É triste, deprimente, aterrorizante, mas é verdade. 

 

Continuamos levantando ansiosos por outras pessoas,  família, amigos, colegas e estranhos. Sim nos preocupamos até com quelas pessoas estranhas que passam pela gente no decorrer do nosso dia-adia e, sem querer/perceber, passamos extremamente preocupados e ansiosos por nada. Chega a noite a gente está literalmente um bagaço, esperando um abraço, um colo, um afago que não demos porque estávamos correndo demais, ansiosos demais, perdidos demais, cegos demais. Minha amiga estava perdida dentro de si mesma a acreditou buscar a solução mais fácil. 

 

E nós continuamos preocupados com nossas responsabilidades no trabalho, reuniões, papelada, etc,… e todas as obrigações que temos em nossa vida pessoal. Mas nós temos de fato uma vida pessoal? Temos algum espaço reservado para nós mesmos ou até o nosso banho é na correria? Estamos tranquilos ou estamos com essa constante sensação de que não estamos fazendo o suficiente … que nós não somos tão bons como deveríamos ser e que jamais seremos? 

 

Nós temos a dramática preocupação de comparar-nos com outras pessoas, sobre o quanto temos que caminhar e esquecemos de viver a nossa própria caminhada. Nos preocupamos se estamos indo para frente ou para trás, com aquilo que acreditamos estarmos perdendo ou ganhando, preocupados se estamos certos ou errados, culpados ou inocentes por sermos mais magros, gordos, altos, baixos, fortes ou fracos, inteligentes ou não. Nos preocupamos com o que estão pensando da gente !!! 

 

E por aí vai… É ou não é uma vida de maluco ???

 

De gênio e louco todos temos um pouco. Nem eu e nem você estamos sozinhos.  Todos nós ficamos presos em nossas próprias cabeças as vezes. Coisa mais do que normal. 

 

O que nós precisamos entender é que, independentemente do que está acontecendo em nossa vida, há uma boa chance dela ficar melhor ainda. A decisão e responsabilidade são nossas. Assim como ficar pode piorar. 

 

O mundo continuará girando independente da nossa vontade e dos nossos problemas. 

 

Estamos sempre obcecados por coisas que podem dar errado, pelas coisas desalentadoras que as pessoas podem pensar sobre nós, e assim por diante. Em poucas palavras, estamos focados apenas nas possibilidades negativas. Mas essas possibilidades negativas são apenas algumas pequenas possibilidades num universo de muitas coisas positivas. Assim, as chances delas se tornarem realidade são escassas. E mesmo que um delas se torne uma realidade (digamos que alguém pense mal de mim), o impacto negativo dessa realidade raramente é tão desastrosa quanto eu imagino. Depende de mim ou de você dar sentido, razão e vazão a essa negatividade. 

 

A verdade é que, mesmo se nossos medos transpirarem, 99% do tempo nós estaremos sempre bem. 

 

Tentemos imaginar todas as pequenas coisas que nos tem preocupado recentemente. Nós diariamente sobrevivemos a todos elas. A vida não desmoronou, e mesmo quando nós fomos jogados no olho do furação dos nossos problemas, nós conseguimos sair e aprendemos algumas lições úteis que finalmente nos tornaram mais fortes. 

 

Se nós simplesmente fizermos da nossa vida um ritual positivo de dizer a nós mesmos que tudo vai dar certo, que tudo vai ficar bem, tenhamos certeza que o nosso dia terminará bem melhor.

 

Se nós pensarmos melhor, viveremos e seremos melhores.

 

A decisão de começar nosso dia bem, em paz , com um sorriso no rosto e imaginar que nosso dia será ótimo, começando com uma oração, não importando qual a nossa religião, mas desde que não seja repetida, tipo somente palavras, mas sim uma prece sincera, eu e você. nós todos, já começamos o dia com pelo menos 80% de possibilidades de dar tudo certo. Os outros 20% fica para o dia seguinte. 

 

Tudo isso é verdade e vale a pena praticar.

 

Tenhamos certeza que tudo no final dará certo. Se até agora não deu é justamente porque ainda não chegamos ao final. 

 

Tudo na vida é temporário. Nada dura. Cada momento nos dá um novo começo e um novo fim. Nós literalmente temos uma segunda chance a cada segundo. Toda vez que chove, pára de chover. Depois da escuridão há sempre luz, nós sabemos disso a cada manhã. mas simplesmente não nos damos conta. 

 

Vamos parar para pensar então! Nós somos o resultado dos nossos atos do passado, é fato, mas entendamos que jamais nós deveremos ser prisioneiros dele. É a vida que segue. No final, tudo dará certo, não importa o quê.  A questão é se nós estamos vivendo a nossa vida ou a vida dos outros. 

 

Eu voto pela minha vida, sempre. Vote pela sua 

 

A escolha é SEMPRE NOSSA !

Jeff Severino - Florianópolis/SC

Viagens & TurismoJornalista/fotógrafo, diplomado pela Universidade do Sul de Santa Catarina - Unisul - Campus Pedra Branca - Diretor de Comunicação da Associação Catarinense de Colunistas Sociais, Relações Públicas da ABIME - Associação Brasileira de Mídia Eletrônica, Diretor de Comunicação da ABRAJET-SC, Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo, editor de um portal e de um blog, além de membro da FEBRACOS - Federação Brasileira de Colunistas Sociais e FENAJ - Federação Nacional de Jornalistas. Sou colaborador/colunista de diversas revistas e jornais de circulação nacional, começando pela Revista Evidência Cosmopolita em Maceió à Revista OQ em Joinville - SC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *