24 de outubro de 2018

Azeites de Oliva: diferencial de qualidade está no equilíbrio entre picância, frescor e aroma

A Vale Fértil garante a máxima qualidade em sua linha de azeites graças a proximidade do processo produtivo na Argentina a distribuição aqui no Brasil

Azeite Premium - 500ml

Azeite Premium – 500ml

O azeite de oliva é um item presente em quase toda cozinha brasileira, não é mesmo? Dados do COI – Conselho Oleícola Internacional, para o último trimestre de 2017 e primeiro de 2018, apontam um consumo de 2,95 mil toneladas de azeite de oliva no Brasil e, de acordo com o Ministério da Indústria, Comercio Exterior e Serviços, tivemos 38.9 mil toneladas de azeite provenientes de importações brasileiras no primeiro semestre desse ano, ajudando a explicar essa verdadeira paixão por azeitonas e seus derivados.

Com tanta procura é de se esperar que haja uma infinidade de tipos e rótulos diferentes nas prateleiras dos supermercados, mas os especialistas no assunto alertam para os critérios de escolha, afinal de contas, um bom azeite deve ter frescor, picância e aroma, além de precisar ser produzido com um tempo curto entre a colheita, moagem das azeitonas e envase. “Para garantir a máxima qualidade é imprescindível que o campo e a fábrica estejam próximos e que as azeitonas estejam no exato momento de madurez para evitar a oxidação dos frutos. Essa é a nossa maior preocupação no mix de azeites que produzimos”, diz Marcelino Vidal, diretor comercial da Vale Fértil. Ele explica ainda que a marca também busca azeites em outras regiões produtoras, como Espanha e Chile, para oferecer aromas diferentes para os mais variados paladares.

A Vale Fértil, localizada em São José dos Pinhais (PR), é a única empresa agroindustrial do setor no país, ou seja: é a única a ter total controle sobre todas as etapas do processo produtivo, da plantação das oliveiras na Argentina, passando pela colheita, produção, envase e distribuição do seu mix de produtos em todo o Brasil. Segundo Vidal, tal processo garante que apenas as melhores azeitonas sejam usadas, resultando em máxima qualidade, aroma e baixa acidez em seus azeites.

Para se ter uma ideia, para fabricar 1 litro de azeite, são necessários de 4 a 6 kg de azeitona. “Azeite é como vinho, depende muito do paladar de cada consumidor. O sabor final depende de muitos fatores como a variedade do fruto, condições climáticas e processo de colheita. O melhor será aquele que se encaixa no paladar, mas que apresente um equilíbrio perfeito entre a picância, frescor e aroma”, finaliza Marcelino.

Fonte: Pontuale Comunicação&Marketing
Mahayla Haddad

Gigi Accioly

HolofoteJornalista (MTB 1468AL), apresentadora de TV, programa Gente em Evidência, exibido pela TV Alagoas (SBT), colunista social do Jornal Primeira Edição (impresso), editora-chefe e colunista da Revista Evidência Cosmopolita (AL), Colunista da revista evidencia.com (EVDCIA), diretora de planejamento da Comunicação Hoje e da Tehron - Núcleo de Comunicação; publicitária, assessora de comunicação, cerimonialista e mestre de cerimônias. Colunista do extinto portal Ciro Batelli – Unique Style (SP e Las Vegas). Membro do Conselho Deliberativo da Febracos – Federação Brasileira de Colunistas Sociais; diretora de divulgação da Soamar/AL. - Sociedade Amigos da Marinha; Diretora Regional em Alagoas da MBA - Mídia Brasil Associados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *