22 de junho de 2012

PARÁ – BEM NA FITA 2012

FALANDO DE TURISMO

Jeff Severino – Jornalista SC-01571-JP – ABRAJET – PARÁ
PARÁ – BEM NA FITA 2012

 

Feira Internacional de Turismo da Amazônia começa em Belém do Pará

Clique na imagem para ampliá-la
Começou nesta sexta-feira em Belém, às 9:00 da manhã, mais uma edição da Feira Internacional de Turismo da Amazônia (Fita 2012), o maior e mais importante evento de promoção e comercialização dos produtos turísticos do Estado. Natureza, cultura, sol e praia, eventos e negócios são os segmentos prioritários que foram colocados nas prateleiras das principais operadores de turismo, agentes de viagens, organizadores e realizadores de eventos, entre outros. O evento, que só termina no dia 24 de junho no Hangar – Centros de Convenções, trouxe á Belém empresários, profissionais e autoridades do setor do turismo, operadores, agentes de viagens, para conhecer as “Oportunidades de Turismo na Amazônia”, tema da feira, que é bienal desde 2002.
 
Clique na imagem para ampliá-la 
A Fita 2012 é uma realização do Governo do Pará, por meio da Companhia Paraense de Turismo (Paratur) e da Secretaria de Estado de Turismo (Setur). O público alvo são aqueles que vendem o Pará, obra-prima da Amazônia, mas é uma oportunidade de vitrine aos produtos turísticos do Estado.
 
Clique na imagem para ampliá-la
Adenauer Góes, secretário estadual de Turismo do Pará, explicou que em novembro do ano passado o governador Simão Jatene, lançou o Modelo de Gestão para Resultados, mais que um sistema que quantifica e qualifica os indicadores dos programas, projetos, ações e serviços resultantes da política pública estadual, representa um compromisso com o desenvolvimento do Pará visando reduzir as desigualdades sociais, gerar emprego, renda e melhor qualidade de vida aos cidadãos. “ Esse novo modelo envolve praticamente todas as áreas da gestão pública, inclusive o turismo. Como ferramenta que busca a excelência de resultados neste sentido o governador também lançou o“Ver-o-Pará” – Plano Estratégico de Turismo -, ferramenta que dá diretrizes ao Sistema Estadual de Gestão do Turismo (SEGETUR), este por sua vez composto pela Secretaria de Estado de Turismo (Setur), Companhia Paraense de Turismo (Paratur) e Fórum de Desenvolvimento Turístico do Pará (Fomentur). No seio deste novo cenário organizacional do turismo paraense estamos realizando a Feira Internacional de Turismo da Amazônia, como oportunidade de gerar bons negócios com o turismo”. Diz Adenauer.
 
Clique na imagem para ampliá-la
Socorro Costa, presidente da Paratur, acredita que a Fita é a principal contribuição do Governo do Estado, em 2012, para fortalecer a comercialização do turismo do Pará nos mercados nacionais e internacionais. “É muito oportuna por que ao trazermos ao Pará tantos agentes de viagens, operadores, organizadores de eventos, representantes de entidades e outros colocamos o Pará na vitrine do turismo mundial. Oportuna também por que estamos garantindo apoio aos municípios que terão estandes de promoção de seus produtos representando todas as regiões turísticas do Pará”. Afirma Socorro ao informar que a nova marca turística, definida pelo Plano Ver-o-Pará será especialmente apresentada durante a Fita. É inspirada nas cores e derivados do açaí, nos grafismos marajoara, tapajônico e Araguaia e dará o tom da proposta visual e gráfica dos estandes da Fita.
Participando pela primeira vez na Fita, o presidente nacional da Associação Brasileira de Agentes de Viagens (ABAV), Antonio Azevedo, afirma que o evento tem tudo para ter sucesso ainda maior que nas versões anteriores, por reunir grandes lideranças nacionais e internacionais. “Os assuntos debatidos são atuais, o que vai contribuir para gerar muitos negócios e networking, mas principalmente espero que possa ser fortalecido o desenvolvimento sustentável do turismo desta região tão importante para a humanidade”, afirmou.
Antônio Azevedo é um dos convidados da Fita e participará da mesa redonda que terá como tema “Ética, Cidadania e Sustentabilidade no Turismo”. Sobre este tema ele adianta que “as práticas sustentáveis, definitivamente, chegaram também no setor turístico”. E prossegue afirmando que “A relação com o meio ambiente, a sustentabilidade econômica e a responsabilidade social e as relações éticas entre as agências de viagens e a sociedade, serão questões pautadas durante minha participação, além pois são essenciais, para o pleno exercício da cidadania”. Ele afirma que “em comparação a outros eventos com o mesmo objetivo realizados no Brasil, a Fita se destaca. E ainda que “por ser realizada em uma região que não promove muitos eventos para o turismo, acaba sendo um diferencial, o que incentiva o comparecimento de empresários e líderes setoriais, além de ser uma oportunidade única para a promoção dos destinos e atrações da região”.
Dianta da importância da Fita para a Amazônia, Antônio diz que “os estados da Região Norte necessitam de maior divulgação de seus destinos e de seus produtos, daí vem a importância de um evento como este para promoção do destino Pará e da região como um todo, que é riquíssima de atrativos turísticos naturais.”

Clique na imagem para ampliá-la
A programação desta 6ª edição da Fita, cujos espaços são temáticos, com espaços de exposição e comercialização inspirados nas características de cada segmento turístico do Pará, envolve palestras workshops, mesa redonda, lançamentos de projetos e produtos, entre outras atividades. Cerca de 600 participantes, a maioria agentes e operadores de turismo, estão presentes no evento. Segundo os organizadores da Fita o dia 21 foi reservado ao receptivo dos participantes, em especial dos buyers e supliers internacionais e nacionais.
Palestras – A abertura oficial do evento foi marcada pela palestra “Mega Eventos – A promoção e as oportunidades de negócios na atividade turística”, que acontece dia 22 de junho, de 9h30 ás 12h e será ministrada pela Presidente do Conselho de Turismo e Negócios da Federação do Comércio de São Paulo (FECOMÉRCIO), Jeanine Pires. De 15h15 às 16h45 será a palestra “A importância do Turismo de Negócios e Eventos”, ministrada pelo Diretor da Próxima Estação Consultoria e Pesquisa, Eduardo Sanovicz.
Mesa Redonda – Também no dia 22, de 17h às 18h, será realizada uma mesa redonda com o tema: “Ética, Cidadania e Sustentabilidade no Turismo” com a participação do Presidente da ABAV Nacional, Antônio João Monteiro de Azevedo, Presidente do Colégio Permanente de Presidentes dos Tribunais de Justiça do Brasil, Marcus Antônio de Souza Faver e do Presidente da ABIH Nacional, Enrico Fermi Torquato.
Workshop – Na programação do dia 23, serão realizados os Workshop’s: “Prodetur: Pólos -Belém, Marajó e Tapajós”, de 09h30 às 12h, contando com secretários municipais de turismo, presidentes dos Fóruns Regionais, instituições federais e estaduais, entidades civis, agencias de turismo, hoteleiros e demais agências que integram o GT Prodetur; e o “I Workshop dos Polos Turísticos: Federação das Associações de Municípios do Estado do Pará”, de 15h às 18h, com a presença de Associações de Municípios, Consórcios Municipais; Secretários de Turismo, Representantes dos Polos, Entidades Civis e demais parceiros.
Bolsa de Negócios – Uma das maiores expectativas de resultados da FITA será a “Bolsa de Negócios, espaço destinado à comercialização dos produtos turísticos dos 144 municípios do Pará, cujos segmentos mais fortes são cultura, natureza, sol e praia, eventos e negócios. A Bolsa de Negócio acontece no dia 23, de 9h às 12h e de 14h30 às 18h.
Programação cultural e lançamentos – Também faz parte da programação cultural da FITA 2012, o lançamento do livro “Aritapera: Terra-Água-Mulheres & Cuias”, organizado por Antônio Maria de Souza Santos, pesquisador do Museu Paraense Emílio (MPEG) e Luciana Gonçalves de Carvalho, da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA-Tapajós). O livro é resultado do mapeamento cultural do polo Tapajós que está sendo feito pela Paratur por meio do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur). O livro mostra as tradições culturais de mulheres artesãs que trabalham com pintura e confecção de cuias, na comunidade tapajônica de Aritapera. Será lançado no dia 23 às 18h.
Novos produtos – Ainda na programação da Fita 2012 o lançamento da segunda edição do Prêmio de Jornalismo em Turismo “Comendador Marques dos Reis”, que objetiva incentivar profissionais de comunicação a divulgar as opções de turismo no Pará, do Passaporte Pará, novo produto turístico a ser colocado para atender a demanda do turismo interno paraense e garantir linhas de crédito e financiamentos aos empreendedores paraenses. Outra ação visando o turismo interno será a apresentação da metodologia de Inventariação da Oferta Turística– PARATUR / PRODEPA, com entrega dos inventários realizados em 2011 e 2012 pela Paratur.
Familiarização – O dia 24 será destinado ao início do Famtour (viagem de familiarização), destinado aos empresários e representantes de entidades para que possam conhecer os principais atrativos do Pará. As regiões turísticas do Tapajós, Marajó e Belém recebem visitantes nesse período.
Outras informações:
 – O que é o Plano Estratégico Ver-o-Pará?
Denominado Plano Ver-o-Pará, foi desenvolvido ao longo de 2011 e lançado em Novembro de 2011 a partir de um contrato de consultoria com a empresa espanhola Chias Marketing. O Plano atualiza a proposta feita pelo Plano Estadual de Desenvolvimento Turístico do Estado do Pará, elaborado pela empresa espanhola THR, lançado pelo governador Simão Jatene em 2001. Este plano estratégico aborda desenvolvimento e marketing e aponta dois eixos prioritários: a promoção do turismo paraense nos mercados prioritários tanto regional, como nacional e internacional, utilizando ferramentas de inteligência de mercado, bem como o desenvolvimento de novos produtos turísticos e fortalecimento dos produtos turísticos atuais. Um outro aspecto considerado é a estruturação da oferta turística em segmentos, levando em conta os recursos analisados durante as visitas técnicas feitas a todos os Polos. Neste contexto lembramos que o Pará detém quase 50% dos atrativos da Amazônia, quer do ponto de vista natural, quer cultural, o que o coloca em posição privilegiada em termos de ofertas de produtos. Vale ressaltar que o Plano foi elaborado mediante centenas de consultas junto aos diversos setores públicos, da iniciativa privada, sociedade civil organizada, terceiro setor e outros que integram o trade turístico.
Metas: Com atuação estratégica, a meta é crescer 10% até dezembro de 2012 e, a partir do segundo ano, chegar a 15%. “Na primeira fase, de 2012 a 2014, teremos o que nominamos de Avança Pará’, que são as ações para estruturar o turismo e nos posicionar no cenário, e de 2015 a 2020 a ‘Consolidação do Pará’ como liderança na Amazônia”, explicou. Outra meta é aumentar a quantidade de turistas, que hoje ultrapassa 600 mil por ano, assim como o tempo de permanência deles em Belém e demais regiões turísticas. Para isso, será necessário que o orçamento para o setor seja triplicado em 2012 e, proporcionalmente, reduzido nos anos seguintes. Entre as principais ações do plano está a melhoria na qualidade dos produtos que o Pará oferece.
–  O que é o PEQtur?
O Programa Estadual de Qualificação Profissional  do Turismo  (PEQtur) é um dos mecanismos do Plano Estratégico de Turismo  Ver-o-Pará  que tem como premissa a capacitação de cerca de 10.238 profissionais que atuam direta ou indiretamente no setor do Turismo em 68 municípios do estado  2012 e 2015.O objetivo é fazer do Pará destino com identidade própria e referencia em qualidade na prestação de serviços em todos os segmentos do Turismo.
–  O que é o PRODETUR?
O Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo é um programa criado pelo governo federal e desenvolvido pela Secretaria Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo do Ministério do Turismo, cujo objetivo é o desenvolvimento do turismo como atividade que contribui para a melhoria da qualidade de vida da população local. Conta com recursos do Ministério do Turismo com alguns projetos já em execução e do Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID, em fase de aprovação. No Pará, dos seis pólos turísticos, definidos pela política estadual de turismo, o Prodetur abrangerá três, nos seguintes municípios: pólo Belém: Belém (região continental e insular – Mosqueiro, Caratateua/ Outeiro, Combu e Cotijuba); pólo Tapajós: Santarém e Belterra; pólo Marajó: Soure, Salvaterra e Ponta de Pedras. Nesses seis municípios o critério para terem sido inseridos no Prodetur considera: fluxo de turistas nacionais e internacionais já existente nessas cidades; o baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) nas áreas insulares de Belém e no arquipélago do Marajó; a indicação, pelo Ministério do Turismo, de Santarém e Belém como cidades indutoras da atividade turística no país (dos municípios brasileiros, apenas 65 cidades foram selecionadas pelo Mtur).
O valor total da Carta Consulta para o Prodetur-PA é de US$ 44 milhões, sendo US$ 26,4 milhões do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), como fonte externa, e US$ 17,6 milhões do Mtur e do Estado (contrapartida). Desse total, US$ 6,6 milhões serão destinados para o Pólo Belém, US$ 15,4 milhões para o pólo Tapajós e US$ 22 milhões para o pólo Marajó. De 2010 a 2013 serão investidos nos pólos, por ano, US$ 11 milhões.
O que é Projeto de Mapeamento Cultural Comunidades Tradicionais? 
 
A proposta do projeto Mapeamento Cultural a ser executado de 2012 a 2013, visa fortalecimento do turismo. Envolve inventário cultural, acervo museológico, registro etnográfico, recuperação e manutenção de museus, criação de centro de interpretação, publicações didáticas bilíngües, conservação do patrimônio material e imaterial, capacitação, nos polos Belém, Tapajós e Marajó, consideradas regiões turísticas prontas ao turismo internacional, áreas prioritárias de abrangência do Prodetur Pará.
 
– O que é inventário da oferta turística?
O inventário turístico é um instrumento importante por que possibilita o conhecimento dos elementos que compõe a oferta turística de um município, como os potenciais naturais, culturais e históricos além de reunir dados sobre a infra-estrutura turística, os serviços, e as potencialidades do mercado. Atualmente a Paratur, através da Diretoria de Fomento, está atualizando inventário em 21 municípios do Pará.
–  O que é o Policiamento Turístico?
 
Clique na imagem para ampliá-la
 
A polícia turística já tem 15 anos, foi implementada em 1996 e de lá pra cá temos brindado várias conquistas. A Secretaria de Segurança Pública tem essa concepção de que o policiamento turístico tem que ser um diferencial no atendimento, na hospitalidade, na chegada dos turistas, nos principais locais de visitação do Estado. Em dezembro do ano passado, o governador do Pará, Simão Jatene entregou 20 novas viaturas para o policiamento turístico.
–  O que é o “Passaporte Pará”?
O “Passaporte Pará” é um programa que facilitará viagens dentro do Pará, visando fortalecer o turismo interno, principalmente em período de baixa estação. O objetivo é adequar os serviços do trade turístico local para o desenvolvimento do turismo interno. Os municípios de Belém (incluindo o distrito de Mosqueiro), Soure, Salvaterra, Salinópolis, Bragança, Tracuateua e Marapanim serão os primeiros a receber ações do programa. O “Passaporte Pará” é uma iniciativa da Setur e da Paratur, que será lançado durante a Fita 2012, com apoio na execução da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav) e do Clube de Viagens RDC.
PRÊMIO JORNALISMO EM TURISMO FOI LANÇADO NA FITA 2012

 
Foi lançado nesta sexta-feira, dia 22, no Centro de Convenções Feiras da Amazônia, a segunda edição do Prêmio de Jornalismo em Turismo “Comendador Marques dos Reis”. O lançamento aconteceu durante a abertura oficial da VI Feira Internacional de Turismo da Amazônia (Fita 2012), que acontece até o dia 24 no Pará. O Prêmio é uma iniciativa da Companhia Paraense de Turismo (Paratur) e Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo do Estado do Pará (Paratur), com apoio da Secretaria de Estado de Turismo do Pará (Setur), Abrajet Nacional e Sindicato dos Jornalistas do Estado do Pará (Sinjor Pará).
O  “Prêmio de Jornalismo em Turismo “Comendador Marques dos Reis” foi criado visando atrair a atenção da mídia nacional e internacional para o turismo no Pará, considerado a obra-Prima da Amazônia e que apresenta como atividades turísticas múltiplas atrações, tanto naturais quanto culturais.     Belém, Marajó, Tapajós, Amazônia Atlântica, Araguaia Tocantins e Xingu são as principais regiões turísticas do Estado a serem divulgadas, segundo o regulamento do Prêmio.
 
Histórico – O lançamento da primeira edição do Prêmio de Jornalismo em Turismo em Turismo “Comendador Marques dos Reis” ocorreu no mês de junho de 2006, durante a III Feira Internacional de Turismo da Amazônia (Fita).   A premiação, em recursos financeiros, pacotes turísticos e diplomas de reconhecimento, contou com a participação de mais de 500 pessoas no dia 28 de dezembro 2006, no Espaço São José Liberto – Pólo Joalheiro; nessa primeira edição foram inscritos 120 trabalhos de profissionais que atuam em veículos de comunicação de todo o país. O Prêmio despertou interesse da mídia nacional e internacional para o destino Pará, tendo como resultado também o fortalecimento da imagem de seus realizadores: Companhia Paraense de Turismo (Paratur) e Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (ABRAJET) e sua seccional (ABRAJET-PARÁ), com apoio do Fomentur (Fórum de Desenvolvimento do Turismo), demais entidades de turismo, órgãos públicos e setor privado, Coordenadoria de Comunicação Social (CCS), atual Secretaria de Estado de Comunicação do Estado do Pará (Secom) e Sindicato de Jornalista do Pará (Sinjor)
 
 
Esta 2ª edição do Prêmio é uma realização da Companhia Paraense de Turismo (Paratur) e Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo do Estado do Pará (Abrajet Pará), com apoio da Secretaria de Estado de Turismo do Pará (Setur), Abrajet Nacional e Sindicato de Jornalista do Pará (Sinjor).
Homenagem – O Prêmio de Jornalismo em Turismo “Comendador Marques dos Reis” é uma homenagem ao Comendador Joaquim Marques dos Reis, uma das personalidades mais importantes para o turismo no Brasil e Portugal.  Ele nasceu em Portugal, na Vilar Torpim. Aos 14 anos, já em Lisboa, embarcou no navio Anselmo para atravessar os mares em busca de um novo mundo. A chegada em Belém do Pará aconteceu em 26 de novembro de 1936.  Em meados de 1948, ingressou no jornalismo, na extinta Folha do Norte, a convite de Paulo Maranhão, então dono do veículo. Por volta de 1954, Marques dos Reis passou a assinar uma página inteira chamada Terras de Portugal, na Folha do Norte. Foi o idealizador da Viagem da Primavera, que levou de navio o primeiro grupo de turistas do Brasil para Portugal, em 1960, fato que culminaria com o reconhecimento do governo português pela intensa divulgação que promovia, lhe condecorando com a Comenda da Ordem do Infante Dom Henrique. Após algumas viagens idênticas, recebeu uma notificação da IATA (órgão internacional que regulamenta o funcionamento das companhias aéreas), de que viagens desse porte deveriam ser feitas por uma agência de viagens. Assim, em 22 de agosto de 1962, nasceu a Lusotur, fazendo do Comendador um empresário do setor turístico. Marques dos Reis fundou ainda em 1973, o Equatorial Palace Hotel.  O Comendador faleceu em 28 de novembro de 2001, curiosamente, dois dias depois da data de sua chegada ao Brasil.
PREMIAÇÃO
 
Poderão se inscrever para a premiação os jornalistas brasileiros ou estrangeiros que trabalhem em jornais, revistas, sites, rádio ou TV que tenham feito matérias turísticas sobre o estado do Pará.  A premiação ocorrerá na data de 06 de dezembro de 2012, na cidade de Belém, Estado do Pará. Sendo o seu valor total de R$ 115.000,00 (cento e quinze mil reais). O  1° lugar de cada categoria receberá R$ 10 mil, o  2° lugar  R$ 8 mil e   3° lugar R$ 5 mil.
INSCRIÇÃO –  Poderão concorrer ao “Prêmio de Jornalismo em Turismo Comendador Marques dos Reis” autores de trabalhos jornalísticos veiculados no Brasil e em outros países, por meio de jornais, revistas, rádio, emissoras de televisão e sites de notícias, produzidos e publicados no período de 01 de janeiro de 2012 a 20 de novembro de 2012.

COMO PARTICIPAR

 
As inscrições deverão ser feitas no período de 25 de junho a 15 de dezembro de 2012, na Companhia Paraense de Turismo (PARATUR), situada à Praça Maestro Waldemar Henrique s/n, Bairro do Reduto – CEP: 66.010-040, na Gerência de Comunicação Virtual ou via correios. Informações pelo e-mail: turismoparaense@gmail.com ou pelo telefone: (+55 91) 3223-8193 e 3212-0575. Maiores informações em www.turismoparaense.blogspot.com. É obrigatória no ato da inscrição a comprovação de que o autor do trabalho possui diploma na área de Comunicação Social (Habilitação em Jornalismo) e/ou Registro Profissional de Jornalismo (adquirido com apresentação do diploma ou por direito adquirido, ou seja, concedido antes da regulamentação do Curso de Jornalismo)
O lançamento do prêmio “Comendador Marques dos Reis” fez parte da programação de abertura da Fita 2012 que acontece de 21 a 24 de junho no Hangar em Belém. Saiba mais em www.fitamazonia.com.br ewww.turismoparaense.blogspot.com.
Veja todas as fotos aqui: https://www.facebook.com/media/set/?set=a.10150903740688807.411035.647003806&type=3

Jeff Severino - Florianópolis/SC

Viagens & TurismoJornalista/fotógrafo, diplomado pela Universidade do Sul de Santa Catarina - Unisul - Campus Pedra Branca - Diretor de Comunicação da Associação Catarinense de Colunistas Sociais, Relações Públicas da ABIME - Associação Brasileira de Mídia Eletrônica, Diretor de Comunicação da ABRAJET-SC, Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo, editor de um portal e de um blog, além de membro da FEBRACOS - Federação Brasileira de Colunistas Sociais e FENAJ - Federação Nacional de Jornalistas. Sou colaborador/colunista de diversas revistas e jornais de circulação nacional, começando pela Revista Evidência Cosmopolita em Maceió à Revista OQ em Joinville - SC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *