16 de março de 2021

Padre Reginaldo Manzotti fala da Quaresma e os desafios em meio a Pandemia

Padre Reginaldo Manzotti concede entrevista exclusiva

Foto: Iara MorselliPadre Reginaldo Manzotti fala da Quaresma e os desafios em meio a Pandemia

 

 Padre Reginaldo Manzotti é Sacerdote, escritor, músico, compositor, cantor e apresentador de rádio e TV, o Padre Reginaldo Manzotti ao completar 25 anos de sacerdócio, decidiu se reinventar e inovar mais uma vez em prol da evangelização.

  Em meio a um contexto de Quaresma, perdas, desolação, dores e tantas incertezas em meio a pandemia, que eu entrevistei com exclusividade, o padre Reginaldo Manzotti. Para mais informações acessem as páginas do padre: Evangelizar É Preciso,   Facebook, Twitter InstagramYoutube .

Evangelizar É Preciso

    O Padre Reginaldo Manzotti, inciou a entrevista dizendo que “A Associação Evangelizar É Preciso é uma instituição sem fins lucrativos, que iniciou como projeto em 2005, com o objetivo de evangelizar pelos meios de comunicação, além de ajudar cristãos a despertar seus interesses pela prática religiosa de forma autêntica, buscando sempre uma aprendizagem através da mensagem de Deus”.

   Ele acrescentou ainda, “que se trata de uma instituição mantida por doações espontâneas de associados de todo o país e não possui interesses políticos e fins lucrativos. A Obra conta com o apoio da Arquidiocese de Curitiba e é abençoada por Nossa Senhora do Carmo, sua madrinha”.

Objetivos e como surgiu o projeto Evangelizar é preciso

   De acordo com o Padre Reginaldo Manzotti, “a Associação Evangelizar É Preciso tem como objetivo Evangelizar por todos os meios: na pessoa de Jesus Cristo, pela Palavra de Deus, Magistério da Igreja e Devoção a Jesus das Santas Chagas” afirmou.

Pandemia

   Na avaliação de Reginaldo Manzotti, “algumas pessoas veem o novo coronavírus como se fosse uma punição de Deus. Eu não acredito nisso, porque Deus é o Sumo Bem e nada de ruim pode vir Dele. É mais fácil pensar que é castigo de Deus, pois assim desvia da humanidade a responsabilidade de ações erradas e até mesmo para tentar entender o que não pode ser compreendido”.

   Para o Padre, “a menor das criaturas está causando uma crise mundial, fechando aeroportos e fronteiras, deixando as potências mundiais fragilizadas diante dos seus efeitos. Deus não manda o sofrimento, porém pode permitir, não para nos castigar, mas para nos corrigir como um Pai que ama seus filhos, “declarou.

  O Padre Reginaldo Manzotti ressaltou “que lamenta profundamente tudo o que está acontecendo. Também tenho meus medos, porque o medo é inerente ao ser humano e eu não sou a exceção. Mas o mais importante é manter a esperança e a confiança. Não estamos sós, o Senhor Ressuscitado caminha conosco e em Suas Santas Chagas encontramos refúgio”, afirmou.

Padre Reginaldo Manzotti fala da Quaresma e os desafios em meio a Pandemia

O que mudou no dia a dia do senhor com a pandemia?

   O padre destacou que, “escolheu passar esta pandemia dentro da Igreja. Como moro na casa paroquial, estou conseguindo manter o meu trabalho de evangelização através dos meios de comunicação”, explicou.

   Ele complementou que, além disso, também consegui manter as celebrações das missas, seja de forma privada ou com público reduzido. E para levar a Palavra de Deus para aquelas pessoas que ainda não podem voltar para as Igrejas, reforcei as transmissões das missas pelo meu canal do YouTube”, declarou.

  O Padre ressaltou que, “uma outra novidade em minha vida durante o ano de 2020 foi adentrar neste novo mundo das lives musicais. Com muita música, diversão e é oração, eu e a Obra Evangelizar arrecadamos mais de 250 toneladas de alimentos, que foram distribuídos em todos os cantos do país”.

  O que o senhor entende por depressão, Síndrome do Pânico e tantos outros dilemas enfrentados pelo ser humano?

   Reginaldo Manzotti disse “que têm recebido, com muita frequência, partilhas dolorosas de pessoas que estão convivendo com a triste realidade das doenças conhecidas como transtornos psicológicos e de humor. Procurando conhecer mais, pesquisei sobre o assunto e descobri que essas doenças, especialmente a depressão, não são “novas”, ou seja, surgidas na atualidade. Elas vêm desde muito antes de Jesus Cristo; apenas não eram conhecidas com os nomes atuais. Por se tratar de doenças sérias, o diagnóstico tem de ser rigoroso, mas, infelizmente, existe uma tendência à banalização” explicou.

  Ele acrescentou ainda que, “por exemplo, pessoas que estão tristes e têm um motivo para isso, como a situação da morte de alguém querido, encontram-se na fase do luto, a qual faz parte da vida e deve ser vivenciada, porém logo procuram um médico, muitas vezes sem a devida especialização no assunto, e terminam viciadas em antidepressivos. Isso é muito negativo, porque acabamos não exercendo nossa habilidade de superação e perdemos a capacidade de lidar com as perdas ou frustrações, que inevitavelmente fazem parte da vida,” explicou.

10 passos para se vivenciar a Quaresma

  Para o Padre Reginaldo Manzotti, “mesmo com os efeitos da pandemia, devemos aproveitar o Tempo Santo da Quaresma para exercitar a oração, a escuta da Palavra de Deus, a caridade. Busquemos a reconciliação com Deus e com os irmãos, assim poderemos celebrar adequadamente o centro da nossa fé, a Ressurreição de Jesus, na grande Solenidade Pascal”.

  Ele elencou e apresentou como sendo 10 dias para vivenciar a Quaresma por completo:

1 – Celebre a Quarta-feira de Cinzas

2 – Faça um calendário quaresmal

3 – Observe, aprenda e siga todos os sinais e ritos litúrgicos

4 – Realize exercícios de penitenciais

5 – Pratique o Jejum

6 – Intensifique a oração

7 – Pratique a caridade

8 – Tenha humildade e empatia

9 – Medite a Palavra de Deus

10 – Procure à conversão e reconciliação com Deus

Recomendações na pandemia

  O Padre Reginaldo Manzotti ressaltou que, “o seu conselho para esse momento de incerteza é para que tenhamos calma e esperança. Não sabemos quanto tempo vai demorar para a vacina chegar de uma forma geral. Por isso, precisamos cuidar da nossa saúde física, mental e espiritual. Se você pode ficar em casa, por favor, fique. Continue usando máscara e seguindo todas as orientações sanitárias”.

   Em tempo, ele enfatizou ainda “a importância de que se continue praticando a caridade, principalmente com as pessoas em situação de vulnerabilidade, se ofereça a ajudar um vizinho idoso que não tem como ir realizar suas compras. Como eu sempre digo, seja um girassol na vida de alguém, iluminando a vida de alguém próximo através de um gesto de solidariedade”, concluiu o Padre.

Instagram: @joaocostaooficial

João Costa

João Costa

Jornalista (MTB 87452/SP), Articulista do Instituto Palavra Aberta, integrante do Observatório da Comunicação Institucional (O.C.I), Membro da API (Associação Paulista de Imprensa), Prêmio Ibero – Americano de Jornalismo de 2019/20, Prêmio Direitos Humanos por reportagem feita para o Instituto Dana Salomão e Menção honrosa do Lions Clube Rio do janeiro. Colunista, Blogueiro e Comunicador. Desenvolve há anos um trabalho com o propósito humanitário por meio do que cunha chamar de: "Filosofia da Evolução das Relações Humanas”. Redator responsável e Colunista do Portal FaceTV Brasil; Colunista do Portal da Bahia Jack Comunica, Colunista do jornal “Em Destaque”, do Estado do Rio de janeiro e Colunista do Diário de notícias Vila Nova em Braga - Portugal. Foi colunista da "Rede de Escritores de Língua Espanhola". Possui sólidos conhecimentos na edição de textos, é ativista pelos direitos humanos, pela proteção dos animais e no combate a desigualdade social. Participação ativa em Workshops, congressos e conferências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *