21 de abril de 2021

Pamcary fala sobre inteligência na gestão de riscos em evento internacional

Palestra teve foco no transporte de cloro e seus derivados, em que acidentes podem ocasionar danos graves à vida e ao meio ambiente

 

Pamcary fala sobre inteligência na gestão de riscos em evento internacional

Os acidentes rodoviários, em especial com produtos químicos e perigosos, são tão preocupantes quanto sinistros que envolvem roubo de cargas. Devido à relevância do assunto, a Pamcary participou no mês de março de um evento internacional, no qual realizou palestra sobre inteligência de riscos no transporte de produtos químicos e perigosos.

Trata-se do encontro anual do Chlorine Institute (CI), associação técnica comercial de empresas envolvidas na produção, distribuição e uso seguro de cloro, hidróxidos de sódio e potássio e hipoclorito de sódio, distribuição e uso de cloreto de hidrogênio e distribuição de cloreto de vinila monômero. O CI reúne 200 empresas associadas localizadas nos Estados Unidos, Canadá, México, América Central e do Sul, Japão, entre outros países.

Na palestra proferida por Darcio Centoducato, diretor de gestão de riscos da Pamcary, os participantes puderam entender o cenário brasileiro desse tipo de risco e as melhores práticas que a Pamcary vem adotando para sua mitigação, com destaque para o uso da inteligência de risco e a atuação de sua Torre de Operações, para o gerenciamento do inteiro ciclo de vida do risco no processo de transportes de cargas.

Inteligência em gestão de riscos
De acordo com Darcio, o caminho mais coerente e assertivo para minimizar a probabilidade de ocorrência de sinistros durante o transporte de cargas é implantar uma gestão de riscos flexível e proativa, que se ajuste em função das mutações das diversas fontes de ameaças. “O elemento-chave para esse tipo inovador de gestão é a Inteligência de Riscos, fator de elevada complexidade que vai muito além de um trivial gerenciamento, controle ou rastreamento de cargas”, sublinha Darcio Centoducato.

Essa inteligência desenvolvida pela Pamcary se materializa em sua Torre de Operações, implantada pela empresa para controlar e atuar sobre os riscos logísticos, prevendo qualquer tipo de ameaça durante a viagem e antecipando as ações de neutralização. Caso algum sinistro aconteça, a Torre coordena o atendimento no local e se empenha na redução das perdas e impactos resultantes.

www.gps-pamcary.com.br

Os acidentes rodoviários, em especial com produtos químicos e perigosos, são tão preocupantes quanto sinistros que envolvem roubo de cargas. Devido à relevância do assunto, a Pamcary participou no mês de março de um evento internacional, no qual realizou palestra sobre inteligência de riscos no transporte de produtos químicos e perigosos.

Trata-se do encontro anual do Chlorine Institute (CI), associação técnica comercial de empresas envolvidas na produção, distribuição e uso seguro de cloro, hidróxidos de sódio e potássio e hipoclorito de sódio, distribuição e uso de cloreto de hidrogênio e distribuição de cloreto de vinila monômero. O CI reúne 200 empresas associadas localizadas nos Estados Unidos, Canadá, México, América Central e do Sul, Japão, entre outros países.

Na palestra proferida por Darcio Centoducato, diretor de gestão de riscos da Pamcary, os participantes puderam entender o cenário brasileiro desse tipo de risco e as melhores práticas que a Pamcary vem adotando para sua mitigação, com destaque para o uso da inteligência de risco e a atuação de sua Torre de Operações, para o gerenciamento do inteiro ciclo de vida do risco no processo de transportes de cargas.

Inteligência em gestão de riscos
De acordo com Darcio, o caminho mais coerente e assertivo para minimizar a probabilidade de ocorrência de sinistros durante o transporte de cargas é implantar uma gestão de riscos flexível e proativa, que se ajuste em função das mutações das diversas fontes de ameaças. “O elemento-chave para esse tipo inovador de gestão é a Inteligência de Riscos, fator de elevada complexidade que vai muito além de um trivial gerenciamento, controle ou rastreamento de cargas”, sublinha Darcio Centoducato.

Essa inteligência desenvolvida pela Pamcary se materializa em sua Torre de Operações, implantada pela empresa para controlar e atuar sobre os riscos logísticos, prevendo qualquer tipo de ameaça durante a viagem e antecipando as ações de neutralização. Caso algum sinistro aconteça, a Torre coordena o atendimento no local e se empenha na redução das perdas e impactos resultantes.

www.gps-pamcary.com.br

Pamcary fala sobre inteligência na gestão de riscos em evento internacional
fonte: Eliana Zani – Omnipress Comunicação Empresarial
Santelmo Camilo

 

Gigi Accioly

Holofote @gigiaccioly - Jornalista (MTB 1468AL), colunista social do Jornal Primeira Edição (impresso/online), editora-chefe e colunista da Revista Evidência Cosmopolita (AL), Colunista da revista evidencia.com (EVDCIA on line); ex-apresentadora de TV, "Programa Gente em Evidência" exibido pela TV EVDCIA, TV Alagoas (SBT) e TV Mar; publicitária. Membro da ALANE/AL - Academia de Letras e Artes do Nordeste Brasileiro (Núcleo Alagoas); Comendadora (Comenda Professor Doutor Sebastião Palmeira (instituída pela Academia Maceioense de Letras). Diretora de planejamento da Tehron - Núcleo de Comunicação; assessora de imprensa e marketing, cerimonialista e mestre de cerimônias. Diretora de comunicação social da Soamar/AL. - Sociedade Amigos da Marinha de Alagoas; Diretora Regional em Alagoas da MBA - Mídia Brasil Associados; associada à FEBRACOS – Federação Brasileira de Colunistas Sociais. Colunista do extinto portal Ciro Batelli – Unique Style (SP e Las Vegas).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *