14 de maio de 2021

Produzir água é plenamente possível. Entenda como

No livro ‘Fundamentos sobre produção de água’, o doutor Rinaldo Calheiros apresenta os fundamentos básicos para aumentar o volume das bacias hidrográficas

 

Imagem: DivulgaçãoProduzir água é plenamente possível. Entenda como

Capa livro Fundamentos

Por incrível que possa parecer produzir água é uma prática real. Fruto de décadas de experimentos científicos – inicialmente no campo da hidrologia florestal e agora da agronomia – a produção de água na recuperação físico-hídrica das bacias hidrográficas traz uma nova abordagem para se lidar com a crise hídrica, e é tema do livro “Fundamentos sobre produção de água”, de autoria do professor e engenheiro agrônomo Rinaldo de Oliveira Calheiros.

O livro é didático, bem ilustrado e com boa consistência técnica, onde Rinaldo deixa claro que uma bacia hidrográfica, mesmo degradada, pode ser considerada uma fábrica de produção de água, onde cada elemento hidrológico – mata de topo de morro, terraços, barraginhas, mata ciliar e outros – desempenham papeis vitais no processo de descarga das águas subterrâneas. Dali sai nascentes e cursos d’água em maior volume, aumentando a disponibilidade hídrica para aproveitamento humano e sustentabilidade dos ecossistemas. “O termo produção de água causa controvérsia, muitos dizem que água não se produz porque ela já existe na natureza”, observa o autor.

Contudo, isso merece reflexão. “O milho, bem antes de o homem pensar em seu cultivo doméstico, também já existia na natureza, e hoje o agricultor é considerado produtor de milho. Portanto, a produção de água é um processo de engenharia agrícola que consiste na combinação dos fatores de elaboração com a finalidade de satisfazer necessidades humanas, em bens ou serviços”, compara Rinaldo.

No livro, o autor apresenta de forma sistemática, lógica e sequencial os fundamentos básicos que compõem o processo de produção de água, discute, corrige e desmitifica vários conceitos rotineiramente assumidos de maneira equivocada.

A publicação contou com o apoio da Agência dos Comitês de Bacias hidrográficas do Piracicaba, Capivari e Jundiaí e disponível para venda pela Editora Livroceres e pela Fundação de Apoio à Pesquisa Agrícola – FUNDAG.

Disponível:
Editora Livroceres: site: https://www.livroceres.com.br
FUNDAG: https://fundag.br/publicacoes

Sobre o autor
Rinaldo de Oliveira Calheiros é doutor em Irrigação e Drenagem pela Universidade de São Paulo. Atualmente, é pesquisador do VI Instituto Agronômico de Campinas. Publicou 12 artigos em periódicos especializados e 55 trabalhos em anais de eventos. Possui 9 capítulos de livros e 3 livros publicados. Participou de vários eventos técnico-científicos no Brasil e no exterior. Atua na área de Engenharia Agrícola, com ênfase em Irrigação e Drenagem e conservação de água no meio rural. Em suas atividades profissionais interagiu com 80 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos.

Produzir água é plenamente possível. Entenda como
fonte: Eliana Zani – Omnipress Comunicação Empresarial

Gigi Accioly

Holofote @gigiaccioly - Jornalista (MTB 1468AL), colunista social do Jornal Primeira Edição (impresso/online), editora-chefe e colunista da Revista Evidência Cosmopolita (AL), Colunista da revista evidencia.com (EVDCIA on line); ex-apresentadora de TV, "Programa Gente em Evidência" exibido pela TV EVDCIA, TV Alagoas (SBT) e TV Mar; publicitária. Membro da ALANE/AL - Academia de Letras e Artes do Nordeste Brasileiro (Núcleo Alagoas); Comendadora (Comenda Professor Doutor Sebastião Palmeira (instituída pela Academia Maceioense de Letras). Diretora de planejamento da Tehron - Núcleo de Comunicação; assessora de imprensa e marketing, cerimonialista e mestre de cerimônias. Diretora de comunicação social da Soamar/AL. - Sociedade Amigos da Marinha de Alagoas; Diretora Regional em Alagoas da MBA - Mídia Brasil Associados; associada à FEBRACOS – Federação Brasileira de Colunistas Sociais. Colunista do extinto portal Ciro Batelli – Unique Style (SP e Las Vegas).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *