16 / 05 / 22

Febre reumática acomete crianças e é responsável por um terço das cirurgias cardiovasculares no Brasil

Doença pode causar sequelas graves à saúde, como inflamação nas articulações e insuficiência cardíaca, alerta médico do Sistema Hapvida Maceió

 

Mais comum em crianças e adolescentes em idade escolar, a febre reumática é uma doença inflamatória e autoimune caracterizada por uma reação a uma infecção de garganta causada pela bactéria Streptococcus.

Além de comprometer a saúde orofaríngea, a patologia também pode causar danos à saúde da pele, articulações, cérebro e até coração. A Sociedade Brasileira de Cardiologia estima que são registrados cerca de 30 mil casos anuais no país – responsável por um terço das cirurgias cardiovasculares no Brasil.

Febre reumática acomete crianças e é responsável por um terço das cirurgias cardiovasculares no Brasil

Dr. José da Silva Leitão

O cirurgião cardiovascular do Sistema Hapvida Maceió, Dr. José da Silva Leitão, alerta para as principais manifestações clínicas da doença e reforça a importância do diagnóstico precoce, que pode gerar sequelas cardíacas graves podendo, inclusive, levar à morte.

Sintomas e sinais de alerta

Dores nas articulações, principalmente nos joelhos, cotovelos e tornozelos, fadiga, febre, gânglios aumentados e problemas no coração são algumas das principais manifestações clínicas da febre reumática.

“A cardite reumática, por exemplo, leva à inflamação aguda do músculo do coração, podendo desencadear um quadro de insuficiência cardíaca grave. Além disso, também é capaz de comprometer as válvulas cardíacas, sendo necessário, em alguns casos, a realização de procedimento cirúrgico para corrigir as sequelas”, explica o médico.

Dr. José Leitão completa afirmando que a doença ocorre em surtos e que é fundamental atuar na prevenção. “Casos frequentes de amigdalites e faringites, por exemplo, devem ser observados com atenção”.

Tratamento

O cirurgião cardiovascular do Sistema Hapvida Maceió esclarece, também, que nem todas as crianças com infecções na garganta desenvolverão a febre reumática durante a vida. “Apesar de ser grave, a patologia tem cura e, se o tratamento for realizado adequadamente, as chances de sucesso são enormes”, complementa o especialista.

Se diagnosticada, o tratamento da febre reumática é feito com penicilina. “A substância tem como objetivo eliminar a bactéria que causa a doença, impedindo o desenvolvimento de possíveis reações imunológicas que podem afetar as válvulas cardíacas. Lembrando que interromper o tratamento pode causar danos irreversíveis ao coração, finaliza.

Febre reumática acomete crianças e é responsável por um terço das cirurgias cardiovasculares no Brasil
fonte: Isa Mendonça | Anne Caroline – Assessoria de Comunicação

Gigi Accioly

Holofote @gigiaccioly - Jornalista (MTB 1468AL), colunista social do Jornal Primeira Edição (impresso/online), editora-chefe e colunista da Revista Evidência Cosmopolita (AL), Colunista da revista evidencia.com (EVDCIA on line); ex-apresentadora de TV, "Programa Gente em Evidência" exibido pela TV EVDCIA, TV Alagoas (SBT) e TV Mar; publicitária. Membro da ALANE/AL - Academia de Letras e Artes do Nordeste Brasileiro (Núcleo Alagoas); Comendadora (Comenda Professor Doutor Sebastião Palmeira (instituída pela Academia Maceioense de Letras). Diretora de planejamento da Tehron - Núcleo de Comunicação; assessora de imprensa e marketing, cerimonialista e mestre de cerimônias. Diretora de comunicação social da Soamar/AL. - Sociedade Amigos da Marinha de Alagoas; Diretora Regional em Alagoas da MBA - Mídia Brasil Associados; associada à FEBRACOS – Federação Brasileira de Colunistas Sociais. Colunista do extinto portal Ciro Batelli – Unique Style (SP e Las Vegas).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *